Loading...
Estudo de Caso Associação Olima Okahola 2017-10-27T09:58:06+00:00

Project Description

Associação Olima Okahola

A associação Olima Okahola de Metocape localiza-se no distrito de Mocuba, na localidade do mesmo nome especificamente na comunidade e Inriba, onde foi criara e legalizada em 2016. Esta associação é constituída por 29 membros dos quais 17 são mulheres e possui uma área de 12.53 hectares, dos quais, 1.5 hectares estão plantados feijão bóer. Com aquisição do DUAT, os membros pretendem submeter o seu plano de trabalho ao governo, para que este facilite na aquisição de um trator para trabalhar toda a parcela, visto que com a enxada de cabo curto é difícil e a área é extensa.

“Agora já sabemos que temos que planificar as nossas actividades na machamba juntos (homens e mulheres) e as nossas ideias são acatadas pelos homens o que antes não acontecia. Aprendemos também a diversificar as culturas e procurar as culturas de maior rendimento comercial assim como resistentes a seca porque o período das chuvas são imprevisíveis, e a separar a produção para autoconsume e outra para comercialização para aumentar o rendimento.

A escolha da cultura de feijão bóer, para a nossa associação teve a ver com o preço de venda que é bastante alto em relação ao milho, e quando conseguirmos apoios para trabalhar a parcela toda produzirmos sementes de qualidade e vender para outras associações interessadas.

– Cristina Sirage (Conselheira da Associação)

No passado as mulheres não podiam assumir uma responsabilidade de chefia ou participar na tomada de decisão dentro de um grupo onde existem homens. Com a intervenção da iTC, as comunidades beneficiaram da Preparação Social, como forma de liderarem processos de desenvolvimento. Ao longo da intervenção da iTC na comunidade, foi estabelecido o Comité de Gestão de Recursos Naturais e algumas Associações Agropecuárias. O processo de estabelecimento desses órgãos locais de base incluía capacitações sobre associativismo, mudanças climáticas e integração de género e diversidade nas actividades de desenvolvimento da comunidade.

“Para além de ser uma oportunidade de trabalhar com as mamãs, rapazes e raparigas, é uma vantagem porque para além de sermos de capacidades diferentes em termos de força física é um momento de aprendizagem onde trocamos ideias e prevalece a melhor ideia para o bem de todos. Foi uma oportunidade de nos organizarmos em associação, estarmos legalizados e termos um DUAT que é um ganho muito maior e nos motiva a trabalhar, e é para nós como membros desta associação o realizar de um sonho para melhorarmos as nossas condições de vida porque antes da intervenção da iTC passava pelas suas cabeças termos uma associação mas era difícil de se concretizar porque as pessoas nesta comunidade eram muito individualistas e não conheciam a vantagem de trabalhar em conjunto.”

– Bernardo Manual (Presidente da Associação)

Dados do Caso

COMUNIDADE

Inriba

DISTRITO

Mocuba

PROVÍNCIA

Zambézia

HOMENS

12

MULHERES

17

Galeria de Fotografias