Após a realização da 5ª Conferência Nacional sobre Maneio Comunitário de Recursos Naturais, em Fevereiro de 2018, na Cidade de Maputo, um grupo constituído por instituições públicas, organizações da sociedade civil e instituições académicas e não-governamentais iniciou um processo para o estabelecimento de uma Rede Nacional para a Gestão Comunitária de Recursos Naturais, tendo em vista contribuir para a padronização de intervenções que possam elevar a capacidade das comunidades rurais para o seu envolvimento na gestão de recursos naturais, incluindo o seu uso e partilha de benefícios, no contexto do Desenvolvimento Económico Local (DEL).

Esta rede, da qual a iTC-F é membro fundador, junto com outras nove instituições, e que desde Dezembro do ano passado, por Despacho de Sua Excelência o Ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, existe legalmente, tem como um dos seus grandes objectivos fazer da gestão comunitária de recursos naturais um assunto da agenda económica nacional.

Para a sua operacionalização, possui uma Unidade de Gestão (UG) que será hospedada pela iTC-F, tendo em vista a facilitação e consolidação do seu funcionamento, com base em apoio logístico e na gestão administrativa e financeira.

Para a formalização desta hospedagem, os Senhores Emídio de Oliveira e Feliciano dos Santos, Director Geral da iTC-F e Presidente interino do Conselho de Direcção da R-GCRN respectivamente, assinaram, na manhã do dia 30/01/2020, um Memorando de Entendimento que irá cobrir um período de 12 meses, após o qual se espera que a UG esteja em condições para garantir o funcionamento adequado da R-GCRN