Durante o período de 2016/17 a iTC-F em Niassa implementou no seu ciclo 7 projectos comunitários nos distritos de Nipepe, Mandimba, Marrupa, Maua, Metarica e Lago.

Com a realização dos projectos 2016/2017 cujos resultados foram divulgados no seminário realizado no passado dia 22 de dezembro de 2017, a iTC-Niassa delimitou 59 comunidades num total de 1,211,715.6 hectares e apoio de 44 associações agropecuárias na obtenção de DUAT num total de 1,231.17 hectares de terras nos distritos de Lago, Mandimba, Marrupa, Maua, Metarica e Nipepe.

Durante o discurso de abertura, o secretário permanente provincial em representação do governador, disse que com a execução destes projectos, por um lado minimiza os conflitos e melhora os mecanismos de acesso aos benefícios da exploração florestal por conta da organização comunitária e da capacidade negociativa, e por outro, as comunidades e associações poderão firmar parcerias com vista ao desenvolvimento destas. De salientar que a província de Niassa é bastante rica em recursos florestais, faunísticos e em solos com a potencialidade agrícola de serem explorados com a implementação do PROSSAVANA, o vale do rio Lúrio, para além de suscitarem uma grande demanda devido ao corredor de desenvolvimento do Norte. O discurso de abertura do seminário foi proferido por V. Excia secretário permanente provincial de Niassa e teve como participantes os administradores e SDAEs dos Distritos onde decorreram os projectos 2016/2017 nomeadamente, Nipepe, Maua, Marrupa, Mandimba e Lago, para além de Mecula como convidado. Estiveram também presentes os directores da DPASA, DPTADER, chefes dos SPFFB, SPGC, membros das comunidades e seus respectivos lideres, todos os provedores de serviços, organizações da sociedade civil, CPI, CTA, ONGs, secretaria provincial, representante da reserva Nacional de Niassa, dentre outros.

A iTC-F esta a operar em Niassa desde 2010 onde providenciou serviços de apoio a fortalecimentos de capacidade de 240 comunidades com certidões oficiosas de delimitação de terras entregues a igual número de comunidades, num total 3.820.629 hectares delimitados e apoio na titulação de Direitos de Usos e Aproveitamento de Terra e 170 (DUATs) para as Associações Agropecuárias num total de 4977.5 hectares cumulativo desde o seu estabelecimento na província. Foram beneficiários destes projectos 362.147 pessoas das quais 207.075 são mulheres. Os projectos implementados pelos provedores de serviços ROADS, ORAM, ESTAMOS, Conselho Cristão de Moçambique , UCA, ACORD, Concern Universal de Moçambique, WEEFFECT e OIKOS.